Skip to content

Materialidades da Literatura na Universidade de Verão da UC

20/07/2016

VeraoUC_01

VeraoUC_03

VeraoUC_04

© 2016. Gabinete de Comunicação e Imagem – FLUC.

Teve início, no passado dia 18 de Julho, mais uma edição da Universidade de Verão da Universidade de Coimbra. A iniciativa, destinada a alunos do secundário do ensino português e internacional, pretende dar a conhecer o que é a Universidade de Coimbra e o que esta instituição tem para oferecer. O programa desenvolve-se em torno de atividades orientadas para as mais diversas áreas do saber e atividades lúdicas, culturais e desportivas. Na terça-feira, dia 19 de Julho, foi a vez do Programa de Doutoramento “Estudos Avançados em Materialidades da Literatura” ser representado por dois dos seus alunos: Bruno Ministro e Nuno Miguel Neves.

Ao longo de cerca de 45 minutos, pretendeu-se dar a conhecer alguns dos tópicos e trabalhos abrangidos por um programa doutoral desta natureza. A intervenção foi acompanhada por uma roleta digital gentilmente cedida por Rui Torres, docente da Universidade Fernando Pessoa, objeto por ele programado em colaboração com Nuno F. Ferreira e Luís Aly. Este recurso interativo, adaptado pelos dinamizadores aos propósitos da sessão, serviu para apresentar, aos cerca de 40 alunos que preencheram a sala 6, diversos trabalhos de Literatura Electrónica, Composição Texto-Som, Poesia Visual e Concreta, Performance, entre outros temas que a roleta aleatoriamente se encarregou de escolher.

MATLIT 4.2 está em linha

11/07/2016

MatLit_4.2 (2016)_Capa

Foi publicado a 11 de julho de 2016 o Volume 4.2 (2016) da revista MATLIT: Materialidades da Literatura. Este número, organizado por Manuel Portela e António Rito Silva, tem como título ‘Estudos Literários Digitais 2’. É o segundo de dois números com origem no colóquio “Estudos Literários Digitais | Digital Literary Studies“, realizado a 14 e 15 de maio de 2015.

São publicados artigos de Fahad Khan, Silvia Arrigoni, Federico Boschetti e Francesca Frontini; Iris Gemeinböck; Francesca Frontini, Carmen Brando, Marine Riguet, Clémence Jacquot e Vincent Jolivet; Dániel Levente Pál e Bálint Daróczy;  María Goicoechea e Laura Sánchez; Piotr Marecki; Gruppo Giada; Pedro Andrade; Isabel Pinto; Ana Sofia Ferreira; e Alamir Aquino Corrêa. Este número contém ainda entrevistas a Jerome McGann e a Matthew Kirschenbaum, e oito recensões críticas a novas publicações.

Todos os textos se encontram disponíveis em formato html e pdf. A revista adota uma política de acesso integral livre, podendo todos os textos ser lidos em linha ou transferidos para uso pessoal. O acesso pode ser feito a partir do índice geral.

 


Volume 4.2 (2016) of MATLIT: Materialities of Literature was published on July 11, 2016. The title of this issue, edited by Manuel Portela and António Rito Silva, is ‘Digital Literary Studies 2’. It is the second of two issues based on the conference “Estudos Literários Digitais | Digital Literary Studies“, held on May 14-15, 2015.

This issue publishes articles by Fahad Khan, Silvia Arrigoni, Federico Boschetti and Francesca Frontini; Iris Gemeinböck; Francesca Frontini, Carmen Brando, Marine Riguet, Clémence Jacquot and Vincent Jolivet; Dániel Levente Pál and Bálint Daróczy; María Goicoechea and Laura Sánchez; Piotr Marecki; Gruppo Giada; Pedro Andrade; Isabel Pinto; Ana Sofia Ferreira; and Alamir Aquino Corrêa. It also includes interviews with Jerome McGann and Matthew Kirschenbaum, and eight reviews of new books.

All texts are available in html and pdf formats. Our journal has a policy of free full-access to all texts, which can be read online or downloaded for personal use. Access can be made from the contents page.

Estado da Arte 7

11/07/2016
Estado da Arte. 8 de julho de 2016.

Estado da Arte. 8 de julho de 2016.

Tal como previsto no plano anual de atividades do Programa, realizou-se no passado dia 8 de julho de 2016, sexta-feira, na Sala Ferreira Lima (6º piso, FLUC), a sétima sessão do ‘Estado da Arte’. Estas sessões, que se realizam uma vez por semestre, destinam-se à apresentação do trabalho em curso pelas autoras e autores dos diferentes projetos de doutoramento.

Trata-se de fazer uma descrição sucinta do estado atual e do progresso da investigação. As apresentações centraram-se no trabalho realizado durante o último semestre, mostrando como esse trabalho se refletiu diretamente no desenvolvimento da tese (número de páginas escritas e capítulos concluídos ou revistos; eventuais alterações da estrutura de capítulos e secções tal como estava definida em fases anteriores do projeto; desvio do cronograma inicial; dilemas e dificuldades; previsão de conclusão).

A sessão ‘Estado da Arte 7’ organizou-se em 4 blocos, que agruparam respetivamente as/os estudantes do 4º, 3º, 2º e 1º anos. As/Os estudantes do 1º ano descreveram o estado atual de concetualização dos seus projetos preliminares, explicando qual a sua pergunta de investigação, qual o corpus de análise e de que modo o estado atual do projeto se encontra informado pelos trabalhos e leituras feitas ao longo do ano curricular.

Esta iniciativa periódica destina-se a reforçar a cultura de debate interno e a acompanhar de perto a elaboração das teses de doutoramento.

Cognitive Futures in the Humanities 2016, Helsínquia (13 a 15 de Junho)

05/07/2016

Texto: Ana Marques da Silva e Diogo Marques

Fotos: © CogHum2016

O Congresso Internacional “Cognitive Futures in the Humanities 2016” decorreu entre 13 e 15 de junho de 2016 na cidade de Helsínquia, Finlândia. Organizado por Merja Polvinen (Helsinki Collegium for Advanced Studies / English philology, University of Helsinki), Karin Kukkonen (Department of Literature, Area Studies and European Languages, University of Oslo) e Esko Suoranta (doutorando em Filologia Inglesa pela Universidade de Helsínquia), em cooperação com o Departamento de Línguas Modernas da Universidade de Helsínquia e a Federation of Finnish Learned Societies, este congresso, com periodicidade anual faz parte da rede interdisciplinar e internacional de investigadores intitulada Cognitive Futures in the Humanities. Reunindo todos os anos investigadores de áreas como a literatura, narratologia, linguística, filosofia, história, psicologia, entre outras, um dos seus objetivos centrais passa pela promoção de debates sobre as possibilidades de partilha de informação entre as humanidades e as ciências cognitivas (como informam e como são informadas as humanidades no diálogo com as ciências cognitivas). Neste ano de 2016, o congresso contou com a presença de mais de cem comunicações distribuídas por cerca de trinta painéis. Os vários dias foram ainda pautados por uma série de Keynote Lectures, apresentadas por Peter Garratt (Universidade de Durham, “Otto Inside the Museum”), Pirjo Lyytikäinen (Universidade de Helsínquia, “Exploring Emotions in the Cognitive Study of Literature”), Deirdre Wilson (University College London e CSMN, Oslo, “Explaining Metonymy”), e Anne Mangen (Universidade de Stavanger, “The Digitization of Reading and Writing: What May Be in It for Cognitive Humanities?”).

Anne Mangen (Universidade de Stavanger) defende que a leitura em dispositivos móveis como o iPad confunde a percepção espacial e temporal do leitor em relação ao texto. #coghum2016

 

O programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura fez-se representar pelos doutorandos Ana Marques da Silva, com a comunicação “Algorithmic Cognition in Literary Machines: Understanding and Hacking the Apparatus”, e Diogo Marques, com a comunicação “(Im)movable Bodies or (Un)moving Texts? Haptic Reading Processes in Electronic Literature”. No painel “Text, Body and Technology” participou também Matt Hayler, da Universidade de Birmingham, com a comunicação “Thinking About Hacked Thinking: 4E Cognition for the Augmented Body”. Ambas as comunicações exploraram a intersecção entre digital e literatura, bem como a possibilidade de partilha de informação recíproca entre os estudos literários e as ciências cognitivas, nomeadamente no que diz respeito às noções de “cognição corporificada” e “cognição distribuída”, por sinal, muito discutidas ao longo dos três dias da conferência. Destaque ainda para um dos momentos altos do painel, que consistiu num debate profícuo entre os três participantes sobre as (in)distinções entre transhumanismo e pós-humanismo. Num contexto interdisciplinar com forte influência da vertente narratológico-discursiva, as comunicações apresentadas permitiram, deste modo, estender o debate em torno das relações entre as humanidades e as ciências cognitivas à questão digital.

Os doutorandos Ana Marques da Silva e Diogo Marques participaram ainda num workshop pré-conferência promovido pela organização e conduzido por Anne Mangen (Stavanger) e Caroline Bassett (Sussex/HCAS), no qual cerca de uma dezena de doutorandos e recém-doutorados apresentaram as suas teorizações e questões em torno do tema “Digitisation and Cognition: Joint Futures for the Humanities?”. Do workshop resultaram debates merecedores de reflexão, com destaque para os seguintes: (1) podem as humanidades e as ciências cognitivas trabalhar em conjunto para um melhor entendimento dos processo de leitura?; (2) podem as perspectivas cognitiva e empírica em torno dos processos de leitura acrescentar algo sobre a progressiva digitalização da última (entre outras práticas culturais)?; (3) podem as tecnologias digitais contribuir com novos métodos na área das humanidades cognitivas?

Erika Fülöp e as “hiperligações” nos manuscritos de Marcel Proust. #coghum2016

Por último, recomenda-se vivamente a visita à página web da Conferência, na qual se encontra publicada uma série de entrevistas com os vários Keynote Speakers e as suas diferentes posições no que diz respeito ao futuro das humanidades cognitivas.

Ana Hatherly (1929-2015): Anagrama da Escrita

01/07/2016

AnagramadaEscrita_2016

O Festival Silêncio 2016, que decorre de 30 de junho a 3 de julho no Cais do Sodré, em Lisboa, dedica um ciclo de programação a Ana Hatherly (1929-2015), intitulado Anagrama da Escrita, que inclui exposições, performances, cinema e conversas.

Este ciclo de programação pretende celebrar e dar a conhecer a obra de Ana Hatherly nas suas várias vertentes. Fá-lo a partir de uma noção multiforme de escrita, que interroga a nossa relação com os signos. Entendendo a criação como acto lúdico de descoberta e de experimentação, a sua obra interpela-nos através da inscrição de inúmeros gestos, actos, signos e formas da escrita. A programação deste ciclo pretende ser uma justa testemunha dessa interpelação.

CFP: International Conference on Digital Media and Textuality

19/06/2016

DigitalMediaandTextuality(screencapture)

CFP: International Conference on Digital Media and Textuality
3rd to 5th November 2016, Universität Bremen, Germany
Conference chair: Dr. Daniela Côrtes Maduro
Deadline for Submissions: 5 July 2016
Website: https://digmediatextuality.wordpress.com/

The use of computers as tools of literary and artistic creation has produced further paradigms within literary, language and media studies, but it has also promoted the resurfacing of a series of age-old debates. Digital media and digital technologies have extended the range of multimodal reading experiences, but they have also led us to readdress deep-rooted notions of text or medium. The dynamic network of media, art forms and genres seems to have been once again reconfigured.  However, practices and debates that have preceded the emergence of the computer medium have not been discarded. In fact, they have been incorporated into experiences with the medium and have contributed to shaping digital artifacts. The “International Conference on Digital Media and Textuality” aims to examine this process. This conference seeks to move beyond the “old and new” dispute and to help us identify intersections, exchanges, challenges, dead-ends and possibilities. In order to achieve this goal, the panels of this conference are designed to cover multiple topics and fields of research, from media archaeology to teaching in a digital age. During the conference, participants will also have the opportunity to visit the Exhibition “Shapeshifting Texts” and attend an evening of performances. For further information, please contact the conference chair, Dr. Daniela Côrtes Maduro, at cortesm@uni-bremen.de or follow:

– the conference’s website at: https://digmediatextuality.wordpress.com/;

– the Facebook page at: https://www.facebook.com/digmediatext/;

– the Twitter page: https://twitter.com/ICDMT2016.

 

SUBMISSION INFORMATION

Proposals of 500 words min. and 1000 max. may be uploaded to the online reviewing platform EasyChair at: https://easychair.org/conferences/?conf=icdmt2016. The deadline for submission is 5 July 2016. Submissions will undergo a double-blind peer review process.

We welcome individual contributions (one per author) in English, no more than 20 minutes, which can be included, even if broadly, in one of the following panels:

Panel I – ‘Nothing comes of nothing’ – This panel will be comprised of presentations that link electronic literature with literary, communicative or artistic practices which have preceded and influenced digital forms and genres.

Panel II – Introspective Texts – For this panel, we will accept presentations that focus on the way texts can be self-reflexive and mirror the process of their own creation or reading.

Panel III – Where is narrative? – This panel will be dedicated to ways in which digital media can be used to tell a story or to structure a narrative.

Panel IV – Trans-multi-inter-meta: the medium – This panel will focus on the role of the medium in the production, transmission and understanding of text, as well as on the conditions of media interaction, convergence, and divergence.

Panel V – Teaching the digital – This panel is focused on digital literacy and the teaching of electronic literature.

Panel VI – Tracking and visualizing texts – This panel is dedicated to the collection, archive and preservation of literature. It also aims to address ways of analyzing and categorizing large amounts of data.

«Bird-Watching»

09/06/2016


Reportagem de Ana Zayara e Rui Santos (UC notícias) sobre a exposição de Alaina Enslen e Joshua Enslen.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 117 outros seguidores