Skip to content

MATLIT no ELO 2017

18/07/2017

O ELO 2017, Encontro Anual da Electronic Literature Organization, decorre entre 18 e 22 de julho de 2017 na cidade do Porto. Organizado pela Universidade Fernando Pessoa, o encontro deste ano tem como tema “Affiliations, Communities, Translations”. Tal como nas edições anteriores, o encontro é uma combinação de colóquio académico e festival de artes dos média, integrando performances, exposições e exibição de filmes. O Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura é um dos parceiros do ELO 2017, designadamente na curadoria de três das quatro exposições previstas:  “Affiliations – Remix and Intervene: Computing Sound and Visual Poetry” (Palacete dos Viscondes de Balsemão; curadores: Álvaro Seiça e Daniela Côrtes Maduro); “Communities – Signs, Actions, Codes” (Mosteiro de São Bento da Vitória; curadores: Bruno Ministro e Sandra Guerreiro Dias) e “Translations – Translating, Transducing, Transcoding” (Mosteiro de São Bento da Vitória; curadores: Ana Marques da Silva e Diogo Marques).

A participação no encontro ELO 2017 representa também um significativo reconhecimento internacional do trabalho de investigação sobre literatura digital desenvolvido pelo Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura. Doutorandos, doutorados, professores do Programa e investigadores do CLP apresentarão um total de 12 comunicações, 2 mesas-redondas, 3 exposições e 1 instalação:

  1. Diogo Marques, Nuno Miguel Neves, Ana Carolina Martins e João Santa Cruz, “PONTOS” [instalação]
  2. Ana Sabino, “I Would Prefer Not to Turn the Page: Reading and Writing in the Unlimited Digital Space”
  3. Liliana Vasques, “Remixing and Textual Appropriation in Digital Poetry”
  4. Álvaro Seiça e Daniela Côrtes Maduro, “Affiliations – Remix and Intervene: Computing Sound and Visual Poetry” [exposição]
  5. Paulo Silva Pereira, “Migrations, Political Borders and the Digital Realm. Forms of (In)visibility and Disruptive Strategies in Literary and Artistic Activism”
  6. Sandra Guerreiro Dias, “The ‘Big-Bang’ History: Performance Art and Electronic Literature – A Case Study”
  7. Bruno Ministro, “’Electricity Invading the World of Typography’: Copy Art and Electronic Literature”
  8. Élika Ortega (Northeastern U., USA), Alexandra Saum-Pascual (U. California Bekerley, USA), Dene Grigar (Washington State U. Vancouver, USA), Scott Rettberg (U. Bergen, Norway), James Brown (Rutgers U., USA), Robert Emmons (Rutgers U., USA), Daniela Côrtes Maduro (U. Bremen, Germany), Giovanna di Rosario (Catholic U. Louvain, Belgium), “Exposé!! The Global Practice of Curating Electronic Literature” [mesa-redonda]
  9. Bruno Ministro e Sandra Guerreiro Dias, “Communities: Signs, Actions, Codes” [exposição]
  10. Ana Marques da Silva, “Writing with Automated Machines: Between Translation and Sabotage”
  11. Arnaud Regnauld, Sandy Baldwin, María Mencía, Søren Bro Pold, Manuel Portela e Julie Chateuvert, “Transatlantic Take on Translating E-Lit: A Roundtable Discussion” [mesa-redonda]
  12. Nuno Miguel Neves, “Voice: Code Speaks Louder Than Words”
  13. Tiago Schwäbl, “Voice of Sound Poetry: Ample, Amplified, Samplified”
  14. Luís Lucas Pereira, Manuel Portela e Licínio Roque, “’Machines of Disquiet’: Textual Experience in the LdoD Archive”
  15. Ana Marques da Silva e Diogo Marques, “Translations – Translating, Transducing, Transcoding” [exposição]
  16. Diogo Marques, “(Im)movable Bodies or (Un)moving Texts? Transmission of Affect and Signification through ‘Inter-inactive’ and ‘Dysfunctional’ Digital Interfaces”
  17. Ana Maria Machado, Andy Campbell, Ana Aguilar, Ian Harper e António Oliveira, “’Inanimate Alice’ – The Story of the Series and its Impact in Portugal”
  18. Bruno Ministro, “Collected Works (2008-2016)”

Serão ainda apresentadas duas comunicações baseadas no projeto de pós-doutoramento em Materialidades da Literatura “Bird-Watching”:

  1. Joshua Enslen (US Military Academy West Point, USA), “’As Aves que Aqui Twittam’: New Media Variations of ‘Canção do Exílio’ and Brazil’s Twenty-First Century Socio-Cultural Landscape”
  2. Joshua Enslen (US Military Academy West Point, USA) and Alaina Enslen (USA), “‘As Aves que Aqui Twittam’: Visualizing the Influence of ‘Canção do Exílio’ in New Media”

Notícia do Público (21-07-2017): Luís Miguel Queirós, “Literatura Eletrónica: Do Barroco ao Futuro“.

Colaboração MATLIT-DEI

17/07/2017

MATLIT Summer School#5, DEI, 11-14 julho 2017.

Decorreu entre os dias 11 e 14 de julho de 2017, no Departamento de Engenharia Informática (DEI) da Universidade de Coimbra, uma oficina introdutória ao ambiente de programação Processing. Esta oficina, que constituiu a Summer School #5 em Materialidades da Literatura, foi coordenada pelo Professor Pedro Martins e lecionada por quatro doutorandos que são também docentes no DEI: Catarina Maçãs, João Miguel Cunha, Evgheni Polisciuc e Tiago Martins, membros do CDV Lab (Computer Design and Visualization Lab). Os onze participantes na oficina puderam aprender os princípios básicos da programação em Processing, incluindo noções gerais de programação como funções e variávies, estruturas de repetição e decisão, e operadores. Puderam ainda fazer exercícios de codificação com funções e procedimentos de desenho, reprodução, animação e interação; e, por fim, explorar bibliotecas de design generativo, visão,  som, rede e eletrónica, incluindo programação de Arduino. Ficaram ainda a conhecer diversos projetos desenvolvidos no âmbito do CDV Lab, como Photogrowth: Ant Painting, Mobiliário Sonoro, Hexagonal Gridded Maps and Information Layers: an Approach for the Exploration and Analysis of Retail Data, TypeAdviser: a type design aiding-tool ou Visualizing Urban Mobility.

Esta Summer School inicia um conjunto de iniciativas de colaboração do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura com o DEI, que envolverá também a colaboração futura em projetos de investigação e em projetos de mestrado e doutoramento, em particular em áreas como design multimédia, design de jogos, visualização e processamento de linguagem natural. Parte da investigação sobre os usos literários dos meios digitais e sobre a textualidade digital levada a cabo no Programa poderá assim beneficiar de um cruzamento disciplinar mais forte com diferentes áreas da computação no DEI.

PFont zigBlack;

void setup() {
size (400, 400, P3D);
fill(153);
strokeWeight(8);
zigBlack = createFont(“Ziggurat-Black”, 32);
textFont(zigBlack);
fill(0);
}

void draw() {
background (55, 85, 90);
translate(width/2, height/2, -width);
float rx = map(mouseY, 0, height, -PI, PI);
float ry = map(mouseX, 0, width, -PI, PI);
rotateX(rx);
rotateY(ry);
rect(-50, -50, 100, 100);
stroke(255);
line(0, 0, -50, 0, 0, 50);

fill(0);
textSize(64);
textAlign(LEFT);
text (“MATLIT”, 80, 160);
textAlign(RIGHT);
text (“DEI”, 240, 240);
}

Bird-Watching: Visualizações da Influência de “Canção do Exílio”

12/07/2017

© Cartaz de Tiago Santos.

No próximo dia 27 de julho de 2017, pelas 18h00, será inaugurada no Edifício Caleidoscópio do Jardim do Campo Grande, em Lisboa, a exposição «Bird-Watching: Visualizações da Influência de “Canção do Exílio”», de Alaina Enslen e Joshua Enslen. Esta exposição, que decorrerá entre 27 de julho e 15 de setembro de 2017, é uma organização da Universidade de Lisboa, apoiada pela Study in Portugal Network e pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD). Trata-se de um projeto desenvolvido no âmbito do pós-doutoramento de Joshua Enslen em Materialidades da Literatura na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, durante o ano letivo 2015-2016. A exposição foi mostrada anteriormente  no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra (junho de 2016) e no âmbito do Festival FOLIO 2016 (Óbidos, setembro de 2016), tendo sido escolhida para representar o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra no concurso de prémios da Associação Portuguesa de Museologia relativos às atividades de 2016.

MATLIT-RIT Summer School 2017

05/07/2017

MATLIT-RIT Summer School 2017. From right to left: Paolo Orso-Giacone, Christopher Locke, Elliot Kliot, John Blau, Tyler Davis, Emma Bronner, Ana Marques da Silva, Diogo Marques, Nuno Miguel Neves, Sandra Bettencourt, Emily King, Trent Hergenrader, Taylor Goethe, Manuel Portela. Photo by Sandra Madeira (Faculdade de Letras, July 5, 2017).

Decorre até ao dia 7 de julho a Quarta Summer School em Materialidades da Literatura. Esta primeira edição da “MATLIT-RIT Summer School” resulta de uma parceria entre o Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura (MATLIT) da Universidade de Coimbra e o Rochester Institute of Technology (RIT). Tendo como propósito proporcionar intercâmbio entre as duas instituições, esta Summer School destina-se a estudantes do RIT, provenientes de licenciaturas em Design e Desenvolvimento de Jogos, Cinema e Animação, Engenharia de Software, Museologia e Curadoria, Ciências da Computação, Design de Novos Meios, e Ciências e Artes Aplicadas. O curso é composto por quatro módulos, lecionados por doutorandos do Programa em Materialidades da Literatura: ReCodex (Sandra Bettencourt), Ex Machina 1 (Diogo Marques) e Ex Machina 2 (Ana Marques Silva), e Vox Media (Nuno Miguel Neves).

Estes quatro módulos pretendem articular-se entre si de forma a oferecer uma perspetiva global da investigação levada a cabo no âmbito do Programa. Os temas discutidos vão desde a retroalimentação entre a cultura digital e a cultura analógica na sua relação com o livro impresso; dinâmicas entre mecanismos e interfaces aparentemente funcionais e o modo como gesto e toque influenciam os processos de leitura e escrita em ambientes digitais multimodais; cibertextualidade e sistemas generativos, e respetivas materialidades tecno-políticas; conceitos paradigmáticos de escuta e receção sonora, e a relação entre vanguardas e ressonificação do mundo. Uma das componentes importantes do curso é a realização, em cada um dos módulos, de um exercício prático cujos resultados demonstram a frutífera intersecção entre a reflexão teórica e a criação de novos objetos expressivos.

The Fourth Summer School in Materialities of Literature is being held until July 7th, 2017. The first edition of “MATLIT-RIT Summer School” results from a partnership between the PhD Program in Materialities of Literature (MATLIT) at the University of Coimbra and the Rochester Institute of Technology (RIT). This year’s group includes RIT students in Game Design, Cinema and Animation, Software Engineering, Museum Studies, Computer Science, New Media Design, and Applied Arts and Sciences. The course is composed of four modules, taught by PhD students in the Materialities of Literature Program: ReCodex (Sandra Bettencourt), Ex Machina 1 (Diogo Marques) and Ex Machina 2 (Ana Marques Silva), and Vox Media (Nuno Miguel Neves).

These four modules have been developed with the aim of providing an overall perspective of the research carried out in the PhD Program. The topics discussed range from the feedback between digital culture and analogue culture in relation to the printed book; the dynamics between seemingly functional mechanisms and interfaces and how gesture and touch influence the processes of reading and writing in multimodal digital environments; cybertextuality and generative systems, and their respective techno-political materialities; paradigmatic concepts of listening and sound reception, and the relationship between the avant-gardes and the resonification of the world. In each of the four modules, one of the important components of the course is the making of a practical exercise whose results demonstrate the fruitful intersection between theoretical reflection and its creative embodiment in new expressive objects.

Projetos em Curso: Gustavo Ramos de Souza

04/07/2017

© Cartaz de Tiago Santos.

No próximo dia 10 de julho de 2017, pelas 14h30, tem lugar no Instituto de Estudos Brasileiros a conferência de Gustavo Ramos de Souza “Materialidades do Cinema na Literatura”. Gustavo Ramos de Souza é doutorando do Programa de Pós-graduação em Letras (Estudos Literários) da Universidade Estadual de Londrina. Durante o presente semestre, Gustavo Ramos de Souza desenvolve o seu estágio doutoral no Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura da Universidade de Coimbra. Esta conferência integra-se na série de conferências e seminários destinadas a apresentação de projetos de investigação em curso.

O projeto de tese “Materialidades do cinema na literatura” – desenvolvido no âmbito do meu doutoramento em Letras na Universidade Estadual de Londrina, e no estágio doutoral (PDSE-CAPES) no Programa Materialidades da Literatura, da Universidade de Coimbra, sob supervisão do professor Osvaldo Manuel Silvestre – realiza o percurso inverso das pesquisas frequentes que abordam a relação intermidiática entre cinema e literatura, isto é, em vez de investigar a literatura no cinema (como sói nos estudos sobre adaptação), trata-se de compreender os processos de remediação que se verificam na passagem do cinema à literatura. Para tanto, o projeto divide-se em três partes: 1) materialidades do cinema; 2) processos de remediação entre cinema e literatura; 3) análise das obras literárias que compõem o corpus. Apesar do risco dos essencialismos, é necessário estabelecer as fronteiras midiáticas entre a literatura e o cinema, e a perspectiva das materialidades se afigura como campo privilegiado, na medida em que valoriza as especificidades operativas e materiais de cada mídia – evitando, assim, correspondências mecânicas. Nesse sentido, o propósito desta conferência é delimitar teoricamente as materialidades do cinema, desmistificando algumas definições sobre o que é o cinema, para, em seguida, a partir de O livro das ilusões, de Paul Auster, demonstrar o que se perde e o que é preservado quando a mídia cinematográfica se atualiza em uma obra literária.

Workshop de Trent Hergenrader

04/07/2017

© Cartaz de Tiago Santos.

No próximo dia 6 de julho de 2017, pelas 11h00, na Sala Ferreira Lima (6º piso, FLUC), Trent Hergenrader (Rochester Institute of Technology) fará uma palestra seguida de oficina intitulada «Collaborative Worldbuilding with Maps and Wikis». A visita de Trent Hergenrader integra-se nas atividades de colaboração entre o Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura da Universidade de Coimbra e o Rochester Institute of Technology.

Trent Hergenrader é Professor Auxiliar do Departamento de Inglês do Rochester Institute of Technology. Hergenrader  leciona cursos de escrita criativa, recorrendo a técnicas surrealistas e Oulipianas e a procedimentos narrativos dos jogos digitais. A sua investigação tem incidido sobre a ficção interativa e sobre os videojogos, em particular os role-playing games enquanto instrumentos de escrita ficcional, designadamente no desenvolvimento de personagens. As narrativas de Trent Hergenrader foram publicadas em The Magazine of Fantasy & Science Fiction, Realms of Fantasy, Weird Tales e Best Horror of the Year. Juntamente com  Michael Dean Clark e Joseph Rein, coeditou recentemente o volume Creative Writing in the Digital Age (Londres: Bloomsbury, 2015) e é codiretor da revista Journal of Creative Writing Studies, cujo primeiro número foi publicado em 2016. É também autor da obra de hiperficção Calypsis: A Hypertext Fiction (2012).

Conferência de Jerónimo Pizarro

21/06/2017

© Cartaz de Tiago Santos.

No próximo dia 28 de junho de 2017, pelas 14h30, na Sala Ferreira Lima (6º piso, FLUC), Jerónimo Pizarro (Universidade de Los Andes) profere uma conferência intitulada “Rascunhos de Ricardo Reis”.

Jerónimo Pizarro é doutorado em Linguística Portuguesa pela Universidade de Lisboa e em Literaturas Hispânicas pela Universidade de Harvard. Foi Professor do Programa de Crítica Textual da Universidade de Lisboa e membro do grupo de trabalho que desde 1988 publica a edição crítica das obras completas de Fernando Pessoa. As suas áreas de interesse e conhecimento são a crítica textual, as literaturas hispânicas e as literaturas de expressão portuguesa. Tem editado e organizado vários livros, entre os quais a primeira edição crítica-genética do Livro do Desassossego (Imprensa Nacional–Casa da Moeda, 2010) e o volume coletivo Portuguese Modernisms: Multiple Perspectives on Literature and the Visual Arts (com Steffen Dix; Legenda, 2011). Destacam-se, nos últimos anos, diversas novas edições de obras de Fernando Pessoa:  Eu sou uma antologia: 136 autores fictícios (co-organizada com Patricio Ferrari; Tinta da China, 2013),  Livro do Desassossego (Tinta da China, 2013; recensão crítica na revista MATLIT 1.2 (2013): 165-171), Obra Completa de Álvaro de Campos (co-organizada com Antonio Cardiello; Tinta da China, 2014), Obra Completa de Alberto Caeiro (co-organizada com Patricio Ferrarri; Tinta da China, 2016), Obra Completa de Ricardo Reis (co-organizada com Jorge Uribe; Tinta da China, 2016). Co-editou também, com Ricardo Vasconcelos, um volume de correspondência de Mário de Sá-Carneiro, Em Ouro e Alma: Correspondência com Fernando Pessoa (Tinta da China, 2015). Antologiou e traduziu para espanhol Pessoa múltiple (com Nicolás Barbosa; Fondo de Cultura Economica, 2016).  Entre os seus livros de ensaios, refiram-se Pessoa Existe? (Ática, 2012) e La mediación editorial: sobre la vida póstuma de lo escrito (Iberoamericana-Vervuert, 2012; recensão crítica na revista MATLIT 1.2 (2013): 172-175). Foi distinguido em 2013 com o Prémio Eduardo Lourenço.

Jerónimo Pizarro foi consultor do projeto «Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego» (CLP, Universidade de Coimbra, 2012-2015). O texto de um seminário anterior  (organizado pelos Programas de Doutoramento em Materialidades da Literatura e em Literatura de Língua Portuguesa a 5 de dezembro de 2013) foi publicado, sob a forma de artigo, com o título A Ansiedade da Unidade: Uma Teoria da Edição na revista da Universidade de Florença LEA Lingue e Litterature d’Oriente e d’Occidente, 5 (2016): 284-311.