Saltar para o conteúdo

A Tentação Visual da Página

22/06/2021
© Cartaz de Patrícia Reina.

Quarta videoconferência (via Zoom) do ciclo “Conferências MATLIT 2021”, 23 de junho de 2021, 18h00 (hora de Lisboa, GMT+1): Sofia Madalena G. Escourido, A Tentação Visual da PáginaConferências MATLIT 2021 (Programa Completo). Organização: MATLIT LAB – Laboratório de Humanidades, Doutoramento em Materialidades da Literatura e Centro de Literatura Portuguesa.

Sinopse

No princípio era (e é) o verbo, é esse o motor da história. Depois o autor é tentado pela imagem e começa a usá-la juntamente com as palavras para narrar. Contar histórias com imagens na página de um livro impresso não é o mesmo que contá-las por imagens (que também é possível) e não será seguramente o mesmo que ilustrar essa história com imagens. Mas tudo isto responde ao apelo/à tentação do uso da imagem, esse desejo de recorrer à visualidade para mostrar na página em vez de dizer.

Ao procurar fazer o mapeamento dessa tendência literária contemporânea, depressa se percebe que há uma ecologia – uma relação entre elementos no seu meio natural, a página ficcional impressa – que resulta de experiências de visualidade e hibridez narrativa. Será com exemplos concretos extraídos do romance Ecologia, da autora portuguesa Joana Bértholo, que se procurará demonstrar este modo de utilização do espaço da página.

A Linguagem – assunto maior do romance em análise – será também entendida como a linguagem da/na página, propondo-se uma leitura transversal deste romance que incorpore a leitura dos seus mecanismos não meramente tipográficos. Afinal, talvez a cedência não se faça em relação ao (aparente) facilitismo e imediatismo da visualidade, mas cada página procure somente tentar o leitor à imersão.

Nota biográfica

Sofia Madalena G. Escourido tem um grande afecto às palavras. Depois de uma licenciatura em Estudos Portugueses e Lusófonos e de um mestrado em Edição de Texto, percebeu que queria ajudar a fazer livros, suportes de dar a ler o mundo. É assistente editorial desde 2008 e trabalha actualmente no Departamento de Novos Autores Portugueses do Grupo LeYa. Para entender melhor os livros, fez paralelamente uma pós-graduação em Artes da Escrita e doutorou-se em Materialidades da Literatura pela Universidade de Coimbra com a tese A página como possibilidade: Patrícia Portela, Joana Bértholo e Afonso Cruz [15-09-2020], na qual analisa os usos expressivos da página como elemento narrativo nas obras ficcionais de Patrícia Portela, Joana Bértholo e Afonso Cruz.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: