Saltar para o conteúdo

Materialidades da Literatura na Universidade Leuphana de Luneburgo

08/10/2018

Luneburgo_01

Texto e fotos de Liliana Vasques.

 

Entre os dias 19 e 22 de setembro de 2018 decorreu em Luneburgo (Alemanha) a Conferência Digital Cultures: Knowledge/Culture/Technology. Liliana Vasques, estudante do Programa, participou com a comunicação “The writing is in the mix – the ecology of remix in digital poetry”.

“What are digital cultures? We just don’t know.” Estas foram declarações ouvidas na abertura da Conferência. Ousadas o suficiente, controversas na exata medida, estas frases refletem, também, a abrangência de áreas de conhecimento e de pessoas presentes nos 4 dias da conferência. O tom da organização caracterizou-se por essa abertura ao admitir que, com a devida sustentação, quase qualquer área académica pode contribuir para entender o que é cultura digital ou o que são culturas digitais.

A conferência foi coorganizada pelo Centre for Digital Cultures da Leuphana University Luneburg e pelo Institute for Culture and Society da Western Sydney University. É parte de uma série de conferências internacionais iniciadas em 2011 cujo enfoque vai alternando: Economia (Sydney, 2014), Globalização, Modernidade e Mudança Urbana (Hanoi, 2016), Ecologias (Santiago, 2017).

Luneburgo_02

Luneburgo é a cidade que acolhe o campus da Universidade de Leuphana e, a par das comunicações e contribuições ouvidas na conferência, contribuiu para uma reflexão mais ampla. A cidade tem uma História fortemente ligada à do Nazismo — em 1932 Hitler proferiu um discurso célebre na Praça MTV e Himmler suicidou-se, em Maio de 1945, nesta cidade. Por outro lado, o campus de Leuphana foi, nessa altura, um aglomerado de casernas (Scharnhorst barracks) do regime hitleriano. Nos anos 90, esta construção foi apropriada pelo contexto universitário criando uma justaposição entre a função anterior (associada ao autoritarismo, ao genocídio) e a atual, que serve a reflexão, a investigação, a inovação.

Seis temas centrais organizaram a conferência — Histories, Environment, Economies, Subjectivities, Collectivities, Futures. Decorrentes destes, diversos assuntos foram abordados nas sessões principais com Keynote Speakers. Jennifer Gabrys levou o tema da sensorização do ambiente, Wendy Chun relacionou os efeitos atuais dos social media com processos de eugenização e segregação racial, e Simon Denny falou-nos de Blockchain e das agendas financeiras e políticas dos seus fundadores. Houve, também, outros formatos de apresentação que reuniram mais de uma centena de comunicações: spotlight panels, curated panels e concurrent sessions. Os temas incluíram: estudos pós-coloniais, arquitetura e estudos urbanísticos, sociologia digital, disability e media, ciência computacional, eugenia, digitalização e ética, humanidades digitais, etc.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: