Skip to content

Materialidades da Literatura no Colóquio “Figuras da Ficção”

27/11/2017

Decorreu, nos dias 20, 21 e 22 de novembro, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, o Colóquio Internacional Figuras da Ficção 5, desta vez dedicado às dinâmicas da personagem. O encontro privilegiou reflexões sobre a vitalidade desta entidade narrativa em volta de quatro campos de abordagem: metalepses, hipóteses e propostas de dicionarização, manifestações transliterárias e sobrevidas da personagem.

Os conferencistas convidados – Marie-Laure Ryan (“What are characters made of? Philosophical, textual and ‘world’ approaches to character ontology.”), Raphaël Baroni (“How Paradigm Shifts and our Love for Stories Have Transformed our Understanding of Characters and their Relation to Plot”) e Brian Richardson (“Unnatural Characters and the Theory of Character”) – amplificaram com as suas propostas o campo de abordagem da personagem.

O Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura fez notar a sua presença de forma significativa. Além do Professor Manuel Portela, director do programa, que moderou a mesa de Brian Richardson, estiveram presentes os Professores Paulo Silva Pereira, que moderou uma mesa e proferiu a comunicação “Circum-navegações e travessias transmediáticas de Phileas Fogg e Passepartout (de J. Verne à Ficção Interativa)”, Ana Maria Machado, com a comunicação “A personagem de ficção na literatura eletrónica. O caso de Inanimate Alice” e António Apolinário Lourenço, “Protagonistas ou figurantes? As figuras da ficção de Carlos de Oliveira”. Daniela Côrtes Maduro, investigadora de pós-doutoramento, moderou uma mesa e proferiu a comunicação “Para além do Muro: os mundos possíveis de João Sem Medo”.

A participação dos estudantes do Programa, reflectindo um avanço no campo dos seus trabalhos de investigação, também foi bastante expressiva: Raquel Gonçalves, com a comunicação “Um patchwork de personagens (Construções, ficções e reflexões na série O Bairro de Gonçalo M. Tavares)”; Sofia Madalena G. Escourido, com a comunicação intitulada “Possivelmente Acácio Nobre:  encenar, inscrever, inventariar e catalogar uma personagem”; Ian Ezerin, com a comunicação “As dinâmicas da serialização das personagens em Episodios  Nacionales, de Benito Perez Galdós”; e Carolina Martins, cuja comunicação se intitulou “Characters through spaces: moving inside and outside the book/screen/gallery”.

O Colóquio Internacional Figuras da Ficção saldou-se num momento de consolidação do conhecimento em torno dos estudos sobre a personagem, revisitando a tradicional teoria narrativa e avançando novos conceitos e renovadas perspetivas de abordar a personagem nas suas mais variadas manifestações e intermedialidade. Defendeu-se, por exemplo, a necessidade de ampliar o campo teórico com propostas como as unnatural narratives (Brian Richardson) e o romance intermedial (Ana Paula Arnaut). Certamente que no futuro muitas das reflexões que compuseram os vários painéis deste encontro continuarão a ser tema de debate, de forma a criar ferramentas eficazes para uma nova tipologia da narrativa que incorporará não só tudo aquilo que conhecemos e se pensa há décadas (e até milénios), como as novas formas narrativas com que hoje nos confrontamos, enquanto leitores e investigadores.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: