Skip to content

Corporeidade virtual enquanto experiência estética

10/05/2017

© Cartaz de Tiago Santos.

Catarina Carneiro de Sousa, artista digital e professora da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viseu, lecionará um seminário intitulado «Corporeidade virtual enquanto experiência estética», no próximo dia 19 de maio de 2017, pelas 17h30, na Sala de Seminários de Estudos Ingleses (6º piso, FLUC). Catarina Carneiro de Sousa doutorou-se em Arte Contemporânea pela Universidade de Coimbra com a tese Virtual Corporeality and Shared Creativity: Embodying Avatars in the Metaverse (2017). Catarina Carneiro de Sousa (aka CapCat Ragu) é uma artista portuguesa nascida no Porto, com formação inicial em Artes Plásticas e Estudos Artísticos. Desde 2008 tem dedicado a sua investigação e atividade artística a ambientes virtuais, conceção de avatares e construções digitais.

A experiência do corpo no metaverso nem sempre é uma experiência da carne, pelo menos no que diz respeito ao avatar. Mesmo que as experiências virtuais possam desencadear uma dimensão física dos sentidos, essas sensações são vividas pelo corpo diante do ecrã, e não pelo corpo do avatar, que pode funcionar como um elemento expressivo.
O avatar tem uma função crucial na comunicação com outros utilizadores, assim como no acesso e na interação com o mundo virtual. Essa tensão entre linguagem e experiência abre um espaço estético novo e fundamental, exigindo uma reconfiguração de conceitos e processos envolvidos na criação e incorporação de avatares.
Iremos explorar como a corporeidade virtual pode emergir da manipulação de avatares em ambientes criativos colaborativos virtuais, quais as capacidades do avatar e como estas afetam a experiência estética e criativa do utilizador.
Advertisements

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: