Skip to content

Revisitar as Bibliotecas de Pessoa

10/11/2016
Casa Fernando Pessoa, 4 de novembro de 2016.

Casa Fernando Pessoa, 4 de novembro de 2016.

Texto de Rita Catania Marrone

Teve lugar, no passado dia 4 de novembro, na Casa Fernando Pessoa em Lisboa, o colóquio “A(s) Biblioteca(s) de Fernando Pessoa”, resultado de uma colaboração entre o programa de Doutoramento FCT em Materialidades da Literatura, o Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra e a Casa Fernando Pessoa.

A Casa Fernando Pessoa tem à sua guarda a biblioteca do poeta – um conjunto de cerca de 1400 volumes, que abarca todos os campos do conhecimento humano e que testemunha a sua personalidade eclética e a ampla variedade dos seus interesses. Ao lado de William Shakespeare, Oscar Wilde e Dante Alighieri, encontram-se os tratados de astrologia de Alan Leo e as obras teosóficas de Madame Blavatsky, assim como A Origem das Espécies de Charles Darwin e a produção filosófica de Leonardo Coimbra, para citar apenas alguns exemplos. Com todos estes companheiros de papel, Pessoa estabeleceu um diálogo silencioso, através da marginalia minuciosa que orna as páginas e que é marca manifesta da presença do leitor.

O que o título do colóquio propõe é pensar-se a biblioteca como uma totalidade constituída por múltiplas faces, que esconde em si várias bibliotecas que, por sua vez, se refletem nos diferentes aspetos da produção pessoana. Qual é a relação que Pessoa-leitor manteve com Pessoa-autor, ou seja, de que maneira as leituras se refletem na sua produção artística? Para responder a esta pergunta, é preciso mergulhar idealmente entre as prateleiras da Casa Fernando Pessoa e (re)percorrer o passeio mental que o próprio poeta seguiu na construção da(s) sua biblioteca(s), até encontrar um fil rouge que as sintetize todas num conceito ideal.

Porque, de facto, ao falarmos de bibliotecas, não é apenas ao acervo livreiro físico que nos estamos a referir. O desafio intelectual lançado pelo colóquio foi justamente o de abrir os horizontes de análise para uma expansão do próprio conceito: uma biblioteca aberta e potencial, cujos limites ultrapassam o material e se estendem à biblioteca virtual – como conjunto de leituras que o poeta efetuou ao longo da vida mas das quais já não existem vestígios físicos – e à biblioteca ideal – isto é, a rede literária que o projeta para a sua época e que o põe em conexão com o contexto cultural e histórico em que estava mergulhado.

cfp_bfp_02

Casa Fernando Pessoa, 4 de novembro de 2016.

No rumo destas reflexões inseriram-se as comunicações dos participantes do colóquio, que todavia não se limitaram à obra de Fernando Pessoa, contando também com a presença de investigadores da biblioteca de Almada Negreiros e Emilia Pardo Bazán, numa demonstração de como este paradigma hermenêutico pode ser aplicado a outros intelectuais com resultados profícuos.

O colóquio permitiu criar uma sinergia entre as instituições envolvidas, que se revelou frutuosa, e lançar uma ponte entre as entidades organizadoras, reforçando a presença de uma linha de interpretação pessoana no âmbito do doutoramento em Materialidades da Literatura.

De facto, a reflexão que pode nascer a partir da perspectiva das Materialidades da Literatura aplicada à hermenêutica pessoana tem sido um dos focos deste programa de doutoramento desde o seu princípio. Com o projeto “Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego“, cujo lançamento na rede está previsto para breve, já se tinha chamado a atenção para as possibilidades que os novos meios podem trazer à compreensão da obra de Pessoa. O colóquio “A(s) biblioteca(s) de Fernando Pessoa” encaixa-se, portanto, num interesse não isolado pela obra do poeta, que visa à abertura do panorama dos estudos pessoanos a novos horizontes interpretativos.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: