Skip to content

Arquivo Fernando Aguiar

29/02/2016
Cartaz da exposição Linguagens d'escrita(s): poesia experimental do Arquivo Fernando Aguiar, 20 Mar-16 Abril, 2010, na Biblioteca Municipal António Botto e na Galeria Municipal, em Abrantes.

Cartaz da exposição Linguagens d’escrita(s): poesia experimental do Arquivo Fernando Aguiar, 20 Mar-16 Abril, 2010, na Biblioteca Municipal António Botto e na Galeria Municipal, em Abrantes.

Foi publicado no passado dia 11 de fevereiro de 2016, na revista eletrónica “ArteCapital”, o artigo “Fernando Aguiar: Um Arquivo Poético” de Catarina Figueiredo Cardoso. O Arquivo Fernando Aguiar é constituído por cerca de “2.500 originais de poesia visual, e uns 50 mil documentos relacionados com a poesia experimental e visual, e áreas afins como a arte conceptual, Fluxus, performance e arte postal”. Uma exposição com base no Arquivo foi organizada em 2010 na Biblioteca e na Galeria Municipal de Abrantes.

Este artigo segue-se a “Ser colecionador é…”, publicado a 6 de janeiro de 2016, no qual Catarina Figueiredo Cardoso – ela própria colecionadora de livros de artista –  escreve sobre a figura do colecionador e da coleção:

A colecção é, na sua génese, um acto deliberado e livre, de liberdade pura, de desejo puro. Ou seja, concretizada sob o constrangimento, a coacção tirânica do objecto. Pois não há ninguém menos livre que o coleccionador. O desejo é movimento na direcção de outra coisa, o objecto mais importante está sempre alhures, mais longe, é sempre aquele que falta. O destino da colecção é permanecer incompleta, e a essência do coleccionador é estar insatisfeito. Nenhum objecto satisfará inteiramente o desejo do coleccionador. Se isso acontece, se o coleccionador dá a sua colecção por acabada, tal significa que ela deixou de lhe agradar e de lhe importar, e por isso pode vendê-la ou dispersá-la. Ainda assim, coleccionar na era da reprodução técnica, coleccionar objectos produzidos em massa, permite ter o conjunto fechado, a série completa, permite ao coleccionador a alegria de reunir muitas constelações no seu universo.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: